quinta-feira, 7 de abril de 2016

NO FACEBOOK, JOVEM DIZ QUE HOMEM EJACULOU NA SUA ROUPA EM ÔNIBUS CHEIO

O desabafo de uma jovem de Curitiba no Facebook sobre o assédio que ela teria sofrido dentro de um ônibus está deixando chocadas mulheres nas redes sociais – e outras nem tanto assim. No texto, ela conta que o ônibus estava lotado e um homem “se aproveitava de cada curva” para se “esfregar”. Quando desceu do veículo, algumas paradas antes, percebeu que ele havia ejaculado na sua roupa.
Ela conta que ele começou a “respirar forte” no seu ombro e até a gemer. Ela tentou empurrá-lo com o cotovelo, mas com o lugar cheio, não adiantou muita coisa.
“Precisei descer no tubo que seguia, mesmo não sendo o meu. Antes de sair, o empurrei e disse a ele que era um velho nojento e deveria se envergonhar de agir desse modo em qualquer lugar”. O post foi divulgado na página “Empodere duas mulheres” e já tem quase 900 compartilhamentos. Nos comentários, muitas mulheres mostraram indignação e aproveitaram para compartilhar histórias de abuso sofrido por elas em situações semelhantes.
“Comigo aconteceu o mesmo. Eu tinha uns 12 anos na época e estava chovendo. Um cara parou atrás de mim e senti alguma coisa me “cutucando” sem malícia achei que era o guarda-chuva. Quando desci do ônibus minha, calça estava molhada e achei que era o guarda-chuva que estava molhado. Eu realmente não entendi. Fiquei com nojo porque era viscoso. Aquilo me deixou desconfiada, mas acho que eu me recusava a acreditar, na verdade acho que eu não sabia o que era. Passando o tempo, comecei a entender que o que aconteceu comigo foi a coisa mais triste de toda minha vida. Tive vergonha e jamais contei nada pra ninguém”, postou uma das mulheres.
Outras se mostraram indignadas com comentários que tentavam descreditar o relato de Grazi, dizendo que ela deveria ter fugido, ou que o desabafo seria mentiroso. “E a sociedade ainda tenta neutralizar esse tipo de atitude, como se os homens fossem seres incapazes de se controlar e nós, mulheres, fôssemos obrigadas a aceitar esse tipo de coisa. Além de revoltante, isso é triste, muito triste”, comentou uma delas.   fonte;metropoles.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas