terça-feira, 12 de abril de 2016

Nova fase da Operação Lava Jato prende o ex-senador Gim Argello

(por; Adriana justi) (G1PR)
(Ex-senador Gim Argello foi preso na 28ª fase
da Lava Jato (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil) A Polícia Federal (PF) cumpre a 28ª fase da Operação Lava Jato desde a madrugada desta terça-feira (12) em São Paulo, Rio de Janeiro, Taguatinga (DF) e Brasília. A ação foi batizada de "Vitória de Pirro" e cumpre 22 mandados judiciais. Um deles, de prisão preventiva, é contta o ex-senador Gim Argello (PTB-DF). O filho dele Jorge Argello Júnior também foi alvo de um mandado de condução coercitiva.
Um dos mandados de busca e apreensão mira a sede empreiteira OAS, em São Paulo.
O nome de Gim Argello apareceu na delação do senador Delcídio do Amaral. Segundo Delcídio, Gim e outros parlamentares cobravam dinheiro de empreiteiros investigados na Lava Jato para que eles não fosses chamados para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).
Os demais mandados de condução coercitiva são contra: Roberto Zardi Ferreira Jorge, Gustavo Nunes da Silva Rocha, Dilson de Cerqueira Paiva Filho e Marcos Paulo Ramalho.
Os mandados de prisão temporária são contra Paulo Cesar Roxo Ramos e Valério Neves Campos, ambos ligados a Argello.
Ao todo, foram expedidos nessa fase dois mandados de prisão temporária, um de prisão preventiva, 14 de busca e apreensão e cinco de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento. (Inicialmente a PF havia informado que tinham sido expedidos quatro mandados de condução coercitiva. Na verdade, eram cinco. A informação foi corrigida às 8h).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas