sábado, 9 de dezembro de 2017

Homem é preso por se masturbar e ejacular em mulher em pleno voo

 METRÓPOLES                                                                                                                                               
                                                                                                  pixabay
 Um homem de 51 anos foi levado para 1ª Delegada de Polícia (Asa Sul) por importunação ofensiva ao pudor. Ele é acusado de se masturbar e ejacular em uma passageira em pleno voo 1751, que vinha de Belém para Brasília, na manhã desta sexta-feira (8/12).

A vítima, uma mulher de 32 anos, relatou que estava sentada na poltrona 24E, ao lado do acusado, que estava na poltrona 24F (janela). Após a decolagem, ela informa que pegou no sono. Com 30 minutos de voo, acordou com o homem puxando sua mão.

Ainda sem saber o que estava acontecendo, viu a mão suja, com cheiro característico da ejaculação. De imediato, começou a confusão no interior do avião da Gol. Já em solo brasiliense, a Polícia Federal foi chamada para deter o autor. As portas da aeronave foram mantidas trancadas até a chegada dos agentes. Todos os envolvidos foram conduzidos para 1ª DP.
Ainda no avião, a vítima foi conduzida pelos comissários a outro assento (1D) para finalizar a viagem, vindo a companhia a prestar, assim, todo atendimento necessário à vítima. Uma outra mulher que estava na mesma fileira passou para outro lugar.

“Era cuspe”
Na delegacia, o autor negou as acusações. Relatou que, no momento do fato, estava um pouco sonolento e começou a tossir, cuspindo em cima da vítima. A mulher, segundo ele, ficou indignada e começou a agredi-lo.

Em nota, a Gol diz que repudia veementemente qualquer manifestação de violência como a ocorrida na manhã desta sexta-feira, no voo originado em Belém e com destino a Brasília. “A tripulação agiu imediatamente, imobilizando o agressor e, paralelamente, o comandante comunicou a Polícia Federal, seguindo para o aeroporto mais próximo, onde haveria uma equipe da polícia esperando para efetuar a prisão.”

“Neste momento, a prioridade da companhia é prestar total assistência às passageiras e colaborar com as autoridades. A Gol informa ainda que está tomando todas as medidas cabíveis para buscar formas de banir definitivamente o passageiro de todos os voos da empresa”, destacou o documento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas