segunda-feira, 12 de março de 2018

Astrônomos encontram "Super-Terra" com grande chance de abrigar vida alienígena

                                                             Reprodução/Nasa
Testes futuros ainda são necessários para afirmar que o planeta é habitável, porém, simulações já apontaram a presença de água líquida em sua superfície

Astrônomos encontraram 15 novos planetas que podem ser os melhores locais conhecidos do universo para encontrar vida alienígena. De acordo com o portal Daily Mail, um dos 15 planetas é uma potencial “Super Terra”, que poderia ser habitável e conter oceanos líquidos, assim como acontece aqui. O corpo celeste foi batizado de K2-155d, está a 200 anos-luz de distância e tem 1,6 vez o tamanho da Terra.

Astrônomos encontraram 15 novos planetas que podem ser os melhores locais conhecidos do universo para encontrar vida alienígena. De acordo com o portal Daily Mail, um dos 15 planetas é uma potencial “Super Terra”, que poderia ser habitável e conter oceanos líquidos, assim como acontece aqui. O corpo celeste foi batizado de K2-155d, está a 200 anos-luz de distância e tem 1,6 vez o tamanho da Terra.

Os planetas são especialmente diferentes porque, durante muitos anos, os cientistas não buscaram vida alienígena em corpos que orbitam ao redor de estrelas anãs-vermelhas – que é o caso de K2-155d e os outros 14 astros. Como os planetas teriam que estar muito próximos da estrela, isso significa que uma de suas faces estaria sempre muito quente e clara, enquanto a outra, gelada e escura.

Como acreditava-se que a probabilidade de encontrar áreas habitáveis em suas proximidades era baixa, astrônomos focavam seus esforços em outras regiões do universo. Mas, agora, as anãs-vermelhas podem ajudar pesquisadores na compreensão de como planetas são formados e desenvolvidos.

Mesmo que ainda não seja possível afirmar se o planeta é habitável ou não, fator que depende do tamanho e temperatura da “Super Terra”, simulações climáticas sugeriram a presença de água líquida na superfície. “Em nosso teste, a atmosfera e a composição do planeta foram assumidas como parecidas com as da Terra, mas não há garantias de que este é o caso”, explicou Teruyuki Hirano, do Departamento de  Tecnologia da Terra e Ciências Planetárias do Instituto de Tóquio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

TV MEGA NORDESTE