sexta-feira, 27 de abril de 2018

PT, DEM, PTdoB e PCO terão que devolver R$ 2,5 milhões aos cofres públicos

 Partidos foram punidos por conta de irregularidades encontradas na prestação de contas referente a 2012

Quatro partidos terão que devolver mais de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos por irregularidades encontradas na prestação de contas referente a 2012. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (26) pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que obrigou PT, DEM, PCO e PTdoB a restituir o montante.

O PT foi o partido que recebeu a maior punição: R$ 1,5 milhão. Ele foi o único dos quatro partidos que teve as contas de 2012 aprovadas, mas com ressalvas. Além da cota já prevista para 2019, o PT foi condenado a aplicar R$ 2,3 milhões, acrescidos de multa de 2,5%, em ações de promoção à participação de mulheres na política.

Segundo o TSE, o PT não comprovou despesas com serviços de bufê e fez um repasse, pelo diretório nacional, de mais de R$ 1,3 milhão a diretórios regionais que, em 2012, estavam com as contas em situação irregular com a Justiça Eleitoral.

Já no caso do DEM, as contas foram desaprovadas parcialmente. O partido terá de devolver cerca de R$ 1 milhão à Fazenda, além de ser obrigado a investir R$ 1,1 milhão, mais multa de 2,5%, na participação de mulheres. Além disso, o partido vai perder em 2019 o equivalente a um mês de repasse do fundo partidário. Entre as irregularidades do DEM, está a contratação de empresas de contabilidade de parentes de dirigentes.

Outros dois partidos também tiveram as contas desaprovadas: o PCO, Partido da Causa Operária, e o PTdoB, que hoje se chama Avante. O PCO terá que devolver aos cofres públicos R$ 29,8 mil e o PTdoB, R$ 137 mil. Os dois também perderam um mês da cota partidária no ano que vem.


Reportagem, Cintia Moreira da Agência do Rádio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

TV MEGA NORDESTE