quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Motorista de van escolar é preso suspeito de estuprar criança na Grande Fortaleza; 'ofereceu pirulitos', disse a garota

Na delegacia, acompanhada da mãe, a menina disse aos policiais que o suspeito ofereceu pirulitos a ela para tirar a roupa. Policiais localizaram criança chorando na janela do veículo.


                                      Foto: Ricardo Mota/TV Diário
Um motorista de transporte escolar foi preso suspeito de estuprar uma criança de 5 anos dentro da van na noite desta quarta-feira (28), no Bairro Cágado, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. O suspeito foi flagrado pela polícia com a criança dentro do carro, que é usado para transportar os estudantes. Na delegacia, acompanhada da mãe, a menina disse aos policiais que o suspeito ofereceu pirulitos a ela.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista da van estacionou o veículo em um terreno escuro e de mato alto. Os policiais suspeitaram e se aproximar para fazer a abordagem. Ao chegar no local, os agentes viram a criança na janela do veículo chorando bastante.

A polícia deu voz de prisão e capturou o motorista. Os policiais contaram que, quando a porta foi aberta, a garota saiu correndo para os braços do policial e contou o tinha acontecido.

Em depoimento, a criança relatou que o suspeito ofereceu pirulitos para ela tirar a roupa e deixar ele tocar suas partes íntimas. A vítima ainda resistiu, mas o suspeito tirou a roupa e cometeu o crime. A garota relatou ainda que o motorista já tinha tentado o estupro no ano passado.

Suspeito era 'amigo' da família
O delegado Josafá Carneiro Filho, do 20º Distrito Policial, informou que o motorista era considerado um "amigo da família" e que frequentava a casa da vítima. A garota foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), onde foi submetida a um exame de corpo delito.

O suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável e foi transferido para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Fortaleza, para evitar que ele fosse agredido por outros presos na delegacia.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou que a polícia está aprofundando as investigações no sentido de descobrir se o homem teria realizado a ação com outras vítimas e que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Maracanaú. Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas