quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Servidores são investigados após usarem câmeras de prefeitura para espiar mulheres

Os registros foram encontrados quando um outro grupo de funcionários tentava localizar vídeos com um jovem que sumiu ao entrar no mar.

                                             Reprodução
Servidores públicos que trabalham no departamento de segurança da prefeitura de Guaratuba, no Paraná podem ser punidos após serem investigados pelo uso indevido das câmeras de segurança administração municipal. Os homens, que não tiveram os nomes revelados, teriam feito imagens de mulheres vestidas de biquínis nas praias da cidade.

Nesta quarta-feira (28), a prefeitura informou que foi aberta uma sindicância para apurar o caso. O Ministério Público do Paraná (MP-PR) se pronunciou sobre e confirmou investigar o escândalo. Além disso, vereadores que fazem oposição à administração municipal solicitaram explicações.

Uma das vítimas estava no quarto de um hotel. Os agentes teriam dado zoom na imagem para observá-la.


A central de monitoramento fica localizada em um prédio. Lá, trabalham pelo menos 16 funcionários. Os vídeos encontrados quando servidores tentavam encontrar registros de adolescente que desapareceu depois de entrar no mar. (Portal T5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas