quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Testemunha do assassinato de Daniel recebeu ameaças de morte, diz advogado

Primeira testemunha a prestar depoimento sobre o caso recebeu mensagens ameaçadoras e se escondeu em outra cidade, de acordo com advogado

                                           Erico Leonan/São Paulo FC
Uma das testemunhas do assassinato do jogador Daniel recebeu ameaças de morte . A informação foi divulgada por Jacob Filho, advogado de Lucas Mineiro, 19 anos, primeiro a prestar depoimento. Ele foi até a Delegacia de São José dos Pinhais e entregou mensagens de áudio e texto ao delegado responsável pelas investigações para comprovar as ameaças.

As mensagens foram enviadas no dia da morte de Daniel e pelo celular de um amigo em comum entre Mineiro e Edison Brittes, assassino confesso. "Foi um cara bandidão na casa do Tico (sic) lá, querendo saber de você. Aí ele mandou avisar que nem é pra você você voltar porque ele está atrás de você para te apagar", dizia o amigo em uma mensagem.

A Polícia informa que esta testemunha foi ao encontro organizado por Edison em um shopping com outras pessoas que estavam na casa no dia do crime, como a esposa do assassino, Cristiana Brites, e a filha, Alana Brittes, para combinar uma versão sobre a morte, que seria falada por todos às autoridades. O advogado também levou mensagens que mostram que a mãe de Mineiro também recebeu ameaças.

"Veio um amigo meu perguntar dele. Falaram que estavam atrás dele uns caras mais da pesada. Então, melhor ele ficar por aí mesmo", diz o amigo em comum de Edison e da testemunha em outra mensagem. O advogado informou ainda que a testemunha, por medo das ameaças, está escondida em outra cidade.

"Ele está escondido, com muito medo, amedrontado, obviamente, porque se deparou com uma situação como essa", afirmou Jacob filho.


Após a divulgação dos áudios, o advogado que defende Edison Brittes , Claudio Dalledone, disse que os áudios não têm validade jurídica. "Apenas demonstram a necessidade de quem os trouxe manter um protagonismo no caso Daniel ", disse o representante de Edison e família em nota. Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Postagens mais visitadas